Prestação de Contas

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Sex, 20 Jan 2017 19:26:00 -0300

Última modificação: Sex, 20 Jan 2017 19:27:43 -0300

A Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) está voltada sobretudo para a erradicação da miséria na Região. É nesse contexto que Vêm sendo executadas uma série de ações e projetos elaborados junto ao  poder público e representantes da sociedade civil com objetivo de promover o desenvolvimento do Centro-Oeste. Além disso, a Sudeco está orientando os recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste(FCO) para atender um público mais abrangente. Com essa finalidade foi criada uma linha voltada para o Empreendedor Individual, bem como uma nova linha para investimento em Ciência, Tecnologia e inovação; e em setembro de 2011, dentro da linha do FCO Rural foi criada uma nova modalidade voltada para o fomento ao Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC).

 

Conheça a seguir algumas ações da Sudeco no ano de 2011.

 

Novas linhas para o FCO

O FCO Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste, administrado pela Sudeco e pelo Banco do Brasil, foi criado pela Lei n° 7.827, de 27/09/1989, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região mediante a execução de programas de financiamento aos setores produtivos. Decorridos 21 anos de atividade, o FCO injetou na economia da Região, até julho de 2011, o montante de R$ 28,1 bi, representados por mais de 688,4 mil operações. Segundo os dados constantes dos projetos, essas operações propiciaram a geração e/ou manutenção de 3,362 milhões de postos de trabalho na Região, entre diretos e indiretos.

 

O FCO já aprovou este ano a criação de duas novas linhas:

A linha para o Empreendedor Individual, voltada para o empresário autônomo que tem renda bruta de até R$ 36 mil por ano e é adepto do Simples. O objetivo dessa nova linha é promover a inclusão social e produtiva de uma camada significativa da população da Região;

 A linha para Ciência, Tecnologia e Inovação, voltada para o financiamento de todos os bens e serviços necessários à implantação, ampliação e modernização de empreendimentos, capital de giro associado e aquisição de insumos e matéria-prima para as pessoas jurídicas de direito privado que se dediquem a atividades produtivas.

Além das novas linhas, foi criada na linha do FCO Rural uma nova modalidade  que tem como objetivo fomentar o Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) no âmbito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), contribuindo para a redução da emissão de gases que causam o efeito estufa, bem como para a recuperação de áreas degradadas e a ampliação dos benefícios aos produtores. A nova modalidade irá incentivar projetos cujos objetivos sejam a conservação e a proteção do meio ambiente, a recuperação de áreas degradadas ou alteradas e o desenvolvimento de atividades sustentáveis. Ela irá disponibilizar ainda recursos para investimentos necessários à implantação de sistemas de integração de lavoura-pecuária, lavoura-floresta, pecuária-floresta ou lavoura-pecuária-floresta, entre outros.

 

Programa Mulheres na Construção

O Ministério da Integração Nacional lançou através da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), em outubro, o Programa Mulheres na Construção. Para sua realização estão sendo investidos cerca de R$ 1,3 milhões. Os cursos serão ministrados pelo Instituto Federal de Brasília (IFB). Na primeira etapa, o Programa Mulheres na Construção visa à capacitação técnica de 440 pessoas na construção civil, na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno. No decorrer do curso, cada participante  receberá uma Bolsa de Iniciação ao Trabalho no valor de R$ 200,00/mês do IFB para custear suas despesas com deslocamento e alimentação.

 

Participação na AGROBRASÍLIA

Em maio do corrente ano, durante a AGROBRASÍLIA 2011, o Ministério da Integração Nacional através da Sudeco, apresentou exemplos dos trabalhos que desenvolve com o setor produtivo na região Centro-Oeste.

No evento, a Sudeco foi responsável por um stand com informações sobre o Fundo Constitucional do Centro-Oeste( FCO), em particular, as linhas de financiamento para empresas, empreendedores individuais e produtores rurais, e sobre as ações de apoio que desenvolve com os Arranjos Produtivos Locais (APLs). Durante uma semana o stand da Sudeco.

Além disso, a Sudeco está trabalhando no projeto Espaço do Investidor, que buscará  captar investimentos nacionais e internacionais para a região Centro-Oeste. Para 2012 está previsto também o lançamento do REUNI (Rede de Extensão Universitária), que pretende engajar estudantes no combate à miséria por meio de bolsas de extensão tecnológica inovadora em parceria com o (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) CNPQ e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).