Sudeco e Fundação Abrinq cooperam para atuar na inclusão da infância e da juventude nas áreas de pobreza

Sudeco e Fundação Abrinq cooperam para atuar na inclusão da infância e da juventude nas áreas de pobreza

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Seg, 06 Nov 2017 14:04:00 -0300

Última modificação: Ter, 07 Nov 2017 11:10:08 -0300

A viabilidade de um Acordo de Cooperação entre a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) e a Fundação Abrinq foi examinada nesta segunda-feira, 6, em reunião no gabinete do superintendente da autarquia, Antônio Carlos Nantes de Oliveira, com a Administradora–Executiva da entidade, Heloisa Helena Silva de Oliveira.

A Fundação Abrinq é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania de crianças e adolescentes. A convite do superintendente, sua administradora apresentou os projetos desenvolvidos pela instituição em âmbito nacional.

O Acordo de Cooperação com a Sudeco visaria a atuação em comum parceria para promover projetos que envolvam esforços para  combater a pobreza na Região Centro-Oeste, nas faixas etárias da infância e da adolescência.

Acompanhado do diretor da Diretoria de Planejamento e Avaliação da Superintendência, Roberto Postiglione, e de assessores técnicos dessa diretoria, nas pessoas dos servidores  Sérgio Magno Carvalho de Souza e Carlos Henrique de Araújo Filho, além da assessora técnica do Gabinete Valéria Maria do Prado Chaves Pinheiro Lopes, o superintendente exortou sua equipe para que a minuta do Acordo de Cooperação tenha prioridade absoluta na Sudeco.

Sensibilizaram os eventuais parceiros  do Acordo de Cooperação os índices alarmantes  da disseminação da pobreza no Centro-Oeste, estampados na últimas estatísticas oficiais que mostram 28,7% da população regional, na faixa dos sete aos 14 anos, na faixa da pobreza.

Antônio Carlos citou os municípipios de Flores de Goiás e Cavalcânte (GO) como referências maiores da pobreza e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) zero, e o pior, bem próximo à Brasília (DF).

Se  os entendimentos avançarem a contento para a formatação do Acordo, o superintendente anunciou que pretende abrir espaço para uma apresentação da administradora-executiva da Fundação Abrinq na próxima reunião do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Condel/Sudeco), marcada para o próximo dia 28 de novembro.