Motivo de comemoração: FCO atinge a marca histórica de 1 milhão de contratações em 2017

Motivo de comemoração: FCO atinge a marca histórica de 1 milhão de contratações em 2017

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Qui, 01 Fev 2018 10:18:00 -0300

Última modificação: Seg, 05 Fev 2018 07:38:43 -0300

Um dos maiores tomadores de empréstimos do FCO é o setor rural.

Crédito: Raphael Ribeiro

 

Em 2017, o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) completou 28 anos de existência e atingiu a marca histórica de 1 milhão de operações contratadas. Administrado pelo Ministério da Integração, Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) e o Banco do Brasil, o Fundo tem o objetivo de contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região, através de financiamentos aos setores produtivos.


 


Dentre os impactos mais positivos do FCO, destacamos a geração de emprego e renda. Segundo os dados constantes dos projetos, essas operações propiciaram a geração e/ou manutenção de mais de 7,5 milhões de postos de trabalho, entre diretos e indiretos. Prova disso é o aumento da taxa de novos empregos e a manutenção dos postos de trabalho que já existiam. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, a região Centro-Oeste fechou o mês com o melhor resultado regional: 12,2 mil novas vagas. Goiás ficou em terceiro lugar em geração de empregos no País, já o Mato Grosso ficou na sétima posição. Segundo a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), a taxa de desemprego do DF caiu de 18,4% para 17,9% entre novembro e dezembro de 2017.


 “Chegamos em 2017 a uma grandiosa marca de um milhão de contratações. Com esse número de R$ 70,7 bilhões aplicados ao longo dos 28 anos do FCO e com a geração e manutenção de 7,5 milhões de empregos, está claro que o Fundo atinge os objetivos de sua criação, que é a geração de empregos e renda.  O desempenho significativo das contratações é decorrente também da ação articulada entre os administradores do Fundo e as parcerias com os Governos dos estados, municípios e setores produtivos da Região. Em 2017, o Fundo contemplou 100% dos 466 municípios existentes no Centro-Oeste.  Para 2018 a Sudeco pretende intensificar as visitas nesses municípios com objetivo de utilizar todo o recurso disponível no Fundo”, afirma o diretor de Implementação de Programas e de Gestão de Fundos, Edimilson Alves.

Empresas e produtores rurais que desejarem iniciar, ampliar, modernizar ou relocalizar seu empreendimento na Região Centro-Oeste procure uma das seguintes instituições financeiras: