Sudeco homenageia os 168 anos de Rio Verde, polo de agronegócio no Sudeste de Goiás

Sudeco homenageia os 168 anos de Rio Verde, polo de agronegócio no Sudeste de Goiás

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Seg, 07 Ago 2017 08:49:00 -0300

Última modificação: Ter, 08 Ago 2017 15:58:44 -0300

Crédito: Prefeitura de Rio Verde

Rio Verde comemorou seus 168 anos no último sábado, 5. O município do sudoeste goiano respira progresso com seus 212.237 habitantes (estimativa de 2016), como quarto município mais populoso de Goiás, ficando atrás apenas da capital Goiânia e das cidades de Aparecida de Goiânia e Anápolis.

 

Não é à toa que no Portal da Prefeitura de Rio Verde existem três rótulos:

 

 "Capital do Sudoeste Goiano"

 

"Capital do Agronegócio"

 

"Grande Rio Verde"

 

Cada vez mais, o município é atrativo para novas empresas e grandes indústrias sem abandonar a atividade que deu início à sua história de sucesso: a agropecuária, cada vez mais moderna e tecnificada. Atualmente, Rio Verde é mais do que uma grande cidade de Goiás, é um polo econômico que cresce junto com o Brasil.

 

O prefeito Paulo Faria do Vale (PMDB) e o vice-prefeito Francisco Grimaldi de Lima imprimem uma gestão arrojada em métodos administrativo, otimizaram a arrecadação e potencializam a infra-estrutura.

 

Com 8.386,827 km² de extensão territorial, ostenta um PIB per capita expressivo:  R$ 36.481.21 ( IBGE/2016) e o PIB de R$ 7.199 949 mil (IBGE/2013).

 

Uma vida acadêmica pulsante, com  a Universidade de Rio Verde e o Instituto Federal Goiano.

 

Registra-se em Rio Verde um marcante projeto de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) que resultou numa parceria da Prefeitura com o Fórum do Futuro junto com o Instituto Federal Goiano para levar a experiência a pequenos produtores, tomando como exemplo o projeto piloto na Fazenda Santa Brígida.

 

Na semana passada, outra marcante iniciativa verificou-se no último sábado,5, dia do aniversário do município, com o lançamento da pedra fundamental do Polo de Inovação do Instituto Federal Goiano, para abrir uma janela de fortalecimento das pesquisas nas ciências agrárias no Sudoeste goiano. 

 

 

HISTÓRIA RICA

 

Afirmamos acima que Rio Verde respira progresso. É uma verdade desde desde o início do século XIX, quando Goiás era constituído ainda de muitos espaços vazios e de latifúndios improdutivos.

 

José Rodrigues de Mendonça e sua família transferiram-se de Casa Branca, São Paulo, para terras às margens do rio São Tomás, onde tomaram posse delas e, assim, começaram a escrever a história de Rio Verde. Este desbravamento tornou-se o embrião do município de hoje.

 

No século passado, Rio Verde desponta entre as demais cidades tanto na economia como na infraestrutura, sendo a primeira cidade do Estado a possuir rede de água encanada.

 

A Sudeco acompanha de perto o desenvolvimento de Rio Verde em todos os âmbitos econômicos e sociais e deseja que seu progresso leve inesgotáveis oportunidades de crescimento aos rio-verdenses.