Goiás pretende aplicar todo o recurso do FCO para o Estado em 2018

Goiás pretende aplicar todo o recurso do FCO para o Estado em 2018

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Ter, 06 Mar 2018 11:50:00 -0300

Última modificação: Qua, 07 Mar 2018 14:22:00 -0300

Projeto de irrigação em Luís Alves do Araguaia (GO).

Goiás, Estado que mais apresenta tomadas do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) na área da Sudeco, responde hoje por 36% de todas as contratações ao longo de 28 anos. Em 2017, o Fundo atingiu a marca recorde de 1 milhão de operações.

O número representa 87,46%, a mais sobre os resultados obtidos em 2016. Ao todo, foram R$ 3,1 bilhões em contratações em Goiás através dos agentes financeiros do FCO.

De acordo com o secretário-executivo do Conselho de Desenvolvimento do Estado (CDE/FCO), Breno Celso de Moura Barbosa, a atuação chegou aos 246 municípios goianos e a taxa de inadimplência ficou em 0,5%.

“Além disso, avançamos nas regiões Nordeste e Oeste. O resultado alcançado por Goiás é excelente”, declarou Breno Celso.

Outro dado significativo de Goiás foi no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, que revelou ser a região Centro-Oeste a de melhor resultado regional: 12,2 mil novas vagas, no último mês. Na comparação nacional, estado por estado, Goiás ficou em terceiro lugar em geração de empregos.

Mobilidade da Sudeco

O balanço de Goiás no FCO é um indicativo do empenho da Sudeco, que no último ano visitou diversos municípios goianos levando informações diretamente ao produtor. Entre os municípios visitados, estiveram, Niquelândia, Aparecida de Goiânia, Aruanã, Posse, Taquaral de Goiás, Catalão, Ouvidor, Três Ranchos, Flores de Goiás e outros.

“Para 2018, a Sudeco pretende intensificar as visitas nesses municípios com o objetivo de utilizar todo o recurso disponível no Fundo”, afirma o diretor de Implementação de Programas e de Gestão de Fundos da Sudeco, Edimilson Alves.

Sobre o FCO

Criado pela lei nº 7.827/89, o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um programa de financiamento que promove o desenvolvimento econômico e social do Centro-Oeste e que possui taxas, limites e prazos de pagamento e de carência favorecidos e diferenciados.

O Fundo é voltado para produtores rurais e empresas. O FCO prioriza os pequenos tomadores. Projetos que gerem mais empregos e renda, que ajudem a reduzir as desigualdades econômicas, sociais e a preservar ou recuperar o meio ambiente e que incentivem a inovação tecnológica e o turismo têm prioridade. Os recursos deste Fundo, que é administrado pela Sudeco, são garantidos pela Constituição e são oriundos o tesouro nacional.

O FCO pode ser contratado através das instituições financeiras com a qual é operado: Banco do Brasil, Goiás Fomento, Sicredi, Bancoob e BRB (nos municípios que integram a RIDE).