Parceria para melhorar gestão da água e do esgoto é tema de reunião na Sudeco

Parceria para melhorar gestão da água e do esgoto é tema de reunião na Sudeco

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Qua, 06 Dez 2017 15:23:00 -0300

Última modificação: Qui, 07 Dez 2017 08:22:27 -0300

Uma reunião para discutir possibilidades de parcerias com o intuito de melhorar a gestão da água e do esgoto na região aconteceu na sede da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), na tarde desta quarta-feira (6). Na ocasião, representantes da autarquia e do Conselho Federal de Administração (CFA) analisaram essas questões sob a ótica da distribuição de renda por meio do Pacto Federativo Nacional.

O presidente do CFA, Wagner Serqueira, disse querer ampliar a visibilidade do segmento administrativo por meio de uma contribuição efetiva à sociedade. "Assim geraremos emprego e renda. Temos 400 mil profissionais registrados para auxiliar a administração pública e a iniciativa privada a melhorarem as questões de gestão", afirmou.

Segundo o administrador ligado ao CFA José Chaves é preciso redistribuir recursos. "Sei que a intenção do superintendente é analisarmos essa situação e a tratarmos como prioridade juntos, pois ele é um gestor público que leva os interesses sociais acima dos do órgão. Atualmente, o dinheiro que vai para a União demora a chegar nos municípios. O caminho para começar a descentralizar esses recursos é o saneamento, pois, para essas obras, o recurso precisa passar pelas prefeituras municipais ou ser delegado para a iniciativa privada", explicou.

De acordo com Chaves, é preciso desburocratizar os processos. "Precisamos melhorar os processos administrativos para que o beneficiário, que é o povo, consiga acessar os recursos e as melhorias propiciadas pelas obras governamentais", completou.

O superintendente da autarquia, Antônio Carlos Nantes de Oliveira, classificou a reunião como uma aula de administração. "Nós, da Sudeco, estamos aprendendo muito. Se já estávamos interessados nesta parceria, agora, depois de verificar os dados e a competência técnica de que o Conselho dispõe, mais ainda", comentou.

De acordo com ele, o trabalho apresentado em relação ao sistema federativo deveria ser uma lição de casa para todos os gestores públicos. "Agradecemos a iniciativa de levantar essas informações e, principalmente, de fazer essas análises e as compartilhar conosco".

"Esperamos ter outros momentos para continuar a aprender", completou Roberto Postiglione, diretor de Planejamento e Avaliação da Sudeco.